BLOG Vídeo Rodrigão Pires

→ [Vídeo] Quando fazer coaching em grupo? Descubra nesse vídeo.

Qual a diferença do coaching 1 a 1 e coaching em grupo?

Nesse vídeo, você entende as diferenças entre coaching em grupo e coaching no 1 a 1, mas principalmente, a minha sacada que pode fazer a TOTAL diferença no seu processo de coaching em grupo ser um sucesso de procura.

Comenta e me diga o que achou, ok? Se fizer sentido, se inscreva na minha lista para saber mais. 😉

Lista Vip Rodrigão

Sobre o autor | Website

Co-Fundador da empresa Azoli Coaching, Autor do e-book 4 Semanas Para Conquistar Clientes, fundador da agência de marketing dmd e idealizador do projeto Coach na Prática.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

12 Comentários

  1. Bom dia Rodrigão! Tudo bem? Parabéns pela atitude de nos transmitir o seu conhecimento. Vc pode me ajudar falando um pouco mais sobre as ferramentas utilizadas no Coaching em grupo?

    um abraço!

  2. Rodrigão Pires disse:

    E aí Jhuly, tudo bem? Uma ótima pergunta. Obrigado.

    Existe uma particularidade muito grande de cada Coach nessa parte que envolve material. Eu vejo cada um trabalhar de uma forma, e na minha opinião, não existe a certa ou errada. Acredito que exista a melhor para cada contexto.

    Na minha empresa as ferramentas usadas são decididas pelo Coach na hora do atendimento, podendo ser impressas, quando a construção visual tem relevância, ou sendo representadas através de conversas, exercícios e/ou atividades lúdicas, dependendo do desenvolvimento e da necessidade de cada coachee/grupo. O mais importante para nós é que os atendimentos não fiquem obrigatoriamente presos ao papel, para que não engesse ou iniba a liberdade do coachee de extrair seus próprios resultados, de gerar suas próprias linhas e formas de reflexões, com o tema que formos abordar em cada uma das sessões.

    Gostamos muito de ter essa “flexibilidade”, pois torna a sessão mais dinâmica e não gera frustração se não abordamos determinados pontos, coisa que acontece demais quando temos coachees que se conhecem, e ficam comparando seus processos distintos de Coaching. Ao final do processo, juntamos todo material usado pelo coachee, e entregamos em um formato de relatório organizado por sessão, junto com o material usado de apoio, exemplo, slides, figuras e textos, que entregamos a cada término de sessão, pois muitos dos coachees fazem anotações neles.

    O material precisa ser estratégico, pois em cada sessão precisa existir um link muito forte, que crie uma “ponte” entre elas e a antecipação, para que gere um interesse forte do que iremos extrair na próxima sessão.

    Motivação é o melhor combustível!

    Espero ter respondido, e não se esqueça de se inscrever na minha lista. Eu compartilho mais coisas sobre coaching em grupo lá. 😉

  3. Jhuly Santos disse:

    Olá Rodrigo!! Muito bacana as dicas, eu tenho uma dúvida tremenda em como produzir o material do coaching em grupo, se eu faço uma apostila ou entrego as ferramentas que for usar a cada sessão… Como produzir o material de apoio para os coachees no programa em grupo?

  4. Rodrigão Pires disse:

    Jessica, você está pronta! Comece pelo o que você tem. CHEGA de materiais ou conhecimento. Entre em campo!

    Como é seu primeiro grupo, que por sinal esse nicho é FANTÁSTICO, monte um grupo pequeno de pessoas próximas a você com no máximo 3 encontros (não faça gratuitamente, crie uma iniciativa social para as pessoas ajudarem você. Vale uma sexta básica, livros, etc. As pessoas precisam sentir que fazem parte de algo, e em troca, você vai ajuda-las).

    Esse primeiro grupo será seu termômetro. Você vai errar, esbarrar em dificuldades, bater cabeça, mas vai ser de extremo valor para sua curva de aprendizado com foco em resolver dores específicas.

    Serão seus primeiros feedbacks e direcionamento das dores e problemas que esse nicho precisa resolver (no futuro você vai usar isso!).

    Se o barco estive no rumo certo, desse primeiro grupo, sairá um grupo pagante ou no mínimo, um processo individual.

    É MUITO importante que você entre em campo agora, antes de absorver mais conhecimento.

    Não precisa falar, que desses 3 primeiros encontros, o grupo precisa atingir uma meta definida no início certo?

    Você não precisa saber tudo, apenas mais do que as pessoas que estão a sua frente.

    Faz sentido?

  5. Jessica Fialho disse:

    Rodrigo, boa tarde! Tudo bem?

    Eu quero começar um Coaching em Grupo para consultoras Mary Kay, focado em vendas e formação de equipe.
    Me formei em PPC agora no final do ano pela SBC, e estou um pouco insegura sobre como começar, você tem alguma sugestão ou algum material que possa compartilhar?

  6. Rodrigo Pires disse:

    Valquiria, tudo bom? Ótima pergunta. Mas não consigo dar uma resposta por falta de uma analise mais profunda da situação. Temos uma questão que não compete ao coaching trabalhar, e talvez, deveria vir acompanhado de um trabalho mais profundo com outras frentes. Mas sim, o coaching pode ajudar, sim, será um desafio para você, mas se bem feito, potencializa e acelera a recuperação com toda certeza. Abs!

  7. Rodrigo Pires disse:

    Willians, ficaria um dia aqui inteiro falando de ferramentas. Mas cada processo tem uma levada diferente. Isso vai depender do cliente e de suas habilidades. Existem processos, que a melhor ferramenta, é não ter ferramenta. Faz sentido? Se inscreve na minha lista, que você vai receber um e-mail meu sobre ferramentas. Abs

  8. Valquiria disse:

    Olá Rodrigo, parabéns pelo trabalho que você realiza. Minha dúvida, e a seguinte:
    Fui chamada para um trabalho em uma escola pública para melhorar comportamento de alunos com indisciplina e etc. Muitos desses alunos com problemas de trafico de drogas, já passaram por reformatórios e etc…Qual a sua opinião? O coaching funcionaria na prática com esses alunos? Para mim é um desafio. O que vc acha? Quais as ferramentas que você utilizaria? Att. Valquiria.

  9. willians disse:

    Rodrigo,
    Qual ferramenta você sugere para fazer o coaching em grupo online? Ou você sugere apenas presencialmente?

  10. Gil Almeida disse:

    Muito boa sua opinião e visão Rodrigo.

    O meu comentário é com base na nossa experiência e na dos nossos alunos, onde por exemplo, por ainda não ter identificado um nicho que ame para atuar vamos dizer assim, é realizado o CG com grupo aberto, onde participam pessoas de segmentos e objetivos diferentes, e em meio a elas, acontece uma identificação e conexão do Coach com a causa de um Coachee que quer emagrecer por exemplo.

    Então é nesse momento, que o Coach acaba sendo despertado e atraído por essa identificação que ocorreu naquele grupo aberto, e isso pode dar o direcionamento que faltava a ele para atuar em grupos temáticos (com mesmo objetivo).

    Por isso que se o Coach não se definiu em que se especializar, o grupo aberto pode ajuda-lo a despertar aquilo que vai lhe dar prazer em ajudar os outros alcançar.

    Grande Abraço e grato por me responder.
    Gil

  11. Rodrigo Pires disse:

    E aííí Gil, tudo bem?

    Que bom que o conteúdo agradou. Acho que se temos conhecimento, devemos repassar sempre pensando em gerar valor para o próximo.

    Muito legal você ter um negócio com foco em Coaching em grupo. É uma ótima forma para escalar o negócio de coaching, e o mercado está MUITO carente. Digo com propriedade, pois sou abordado a todo momento.

    Concordo 100% com você em relação a objetivos diferentes ser possível fazer um coaching em grupo. Justamente por isso, trato como um “diferencial”, e não “regra”. Em tempo, temos uma questão de valor percebido envolvido nessa questão, mas estenderia a conversa e vou deixar para outro post. rsrs

    Mas não concordo 100% com você em relação ao Coach sem nicho começar atuar com grupo “aberto”. Nada contra, ok? Apenas minha visão e experiência.

    Eu vejo o Coach com uma visão bem peculiar, talvez por ser e ter feitos vários grupos de coaching, ou quem sabe, porque vejo o que as instituições fazem, o fato é que se o Coach não sabe onde atuar, seus olhos não brilharam, e coração não bateu forte pelo impacto que ele pode causar na vida das pessoas. Então, temos um alerta ligado.

    Eu defendo e ensino aos meus clientes, que o propósito deve ser maior, e garanto que já está definido por eles antes mesmo da formação/certificação. Mesmo que eles ainda não saibam disso ainda.

    Não me entenda mal. É apenas minha visão. 😉

    Quem sabe um dia não trocamos uma ideia e você muda essa minha visão de coaching em grupo?

    Parabéns pelo trabalho!

    Forte abraço,
    Rodrigo Pires

  12. Gil Almeida disse:

    Olá Rodrigo, muito legal seu blog e seus vídeos! Gostei, tem um excelente conteúdo!
    Bem, estou postando aqui para de forma saudável dar uma dica sobre fazer o Coaching em Grupo com pessoas de objetivos diferentes. É possível fazer sim, tanto que nossa empresa faz. Além disso temos uma metodologia própria em formato online, onde ensinamos como fazer. Todos os Coaches podem trabalhar com grupos neste formato, mas recomendamos principalmente para o Coach que ainda não tem nicho definido, sendo os grupos “abertos”, como chamamos, uma ótima opção, basta aprender o método de como administrar o grupo, ferramentas, feedbacks etc…
    Abraços!